Depois do pré-lançamento do desafio #setembrosemcarnept, perguntei-vos quais seriam as vossas maiores dificuldades em aderir. Uma das mais faladas foi a dificuldade em convencer o resto das pessoas lá em casa, por isso, decidi fazer uma entrevista ao pobre coitado do meu namorado (imaginam o que que é viver com uma Nutricionista?!😅) para vos fazer perceber que isso não é necessariamente um impedimento, isto porque desde que vivo sozinha não compro carne lá para casa.

Vamos lá,

– Olá Miguel!

– Olá Bárbara!

(estou a gozar, eu mandei-lhe as perguntas pelo WhatsApp sem o cumprimentar 😏)

– Antes de viveres comigo, em média, quantas vezes por semana comias carne?

Diariamente, almoço ou jantar, tentando não repetir. Fiambre ao pequeno-almoço ou lanche.

– Quando começaste a namorar/viver comigo, achas que a tua alimentação mudou de alguma forma?

Sim, sobretudo ficou mais variada. Aumentando o leque de alimentos.

– Neste momento, quantas vezes por semana comes carne e em que ocasiões?

Talvez umas 3/4 vezes. Almoço fora e fins de semana.

– Tens saudades de comer carne?

Não, porque continuo a comer 🤨

– Como é que te convenci a comer menos carne? Se é que precisei de te convencer.

Nunca fui apaixonado por carne, e estando tu “responsável” pela maior parte das refeições/compras, acontece naturalmente.

– Costumas praticar actividade física?

Sim. Em média, 3 vezes por semana.

– Achas que tens mais, menos ou igual energia que antes?

Não noto diferenças relevantes. Igual, portanto.

– Quando vais almoçar/jantar fora, costumas comer carne?

Depende muito do restaurante. Talvez 1/3 das vezes, sobretudo se for “recomendação do chef” 😉

– Preferias namorar com uma rapariga que comesse e cozinhasse mais carne eheheh?

Na verdade é me um pouco indiferente. Desde que cozinhe bem. O que queres que diga? 😅

– O que é que achas dos meus cozinhados?

-Têm vindo a evoluir favoravelmente, gosto praticamente de tudo 😋

– As coisas que coloco no instagram, sabem tão bem quanto o aspeto que têm? Podes dizer a verdade!

O teu jeito para a fotografia e cozinha estão bastante equiparados, por isso diria que sabem quase sempre ao aspecto que têm 😁

– Se pudesses dar um conselho às pessoas que aceitaram o nosso desafio mas que costumam cozinhar para outras pessoas que gostam de carne, o que dirias?

Se cozinharem pratos saborosos e variados, ter ou não carne fica secundário.

Cá está 🙂 Eu sei que tenho a vantagem do Miguel não ser um “apaixonado por carne” – mas se forem vocês os responsáveis pela alimentação aí de casa, ou mesmo que seja um trabalho a meias, pelo menos as refeições que são por vossa conta conseguem fazer parte do desafio! O que vos parece? Surpreendam quem está à vossa volta com coisas novas 🙂 Para isso, acompanhem as receitas que vamos partilhar, diariamente, com vocês durante o mês de Setembro.

Para os dias em que não forem responsáveis pela refeição, sejam prevenidos e tenham em casa ingredientes para que possam ser fiéis ao movimento e consigam substituir a parte da carne 🙂 A minha dica é abastecerem a casa com algumas latas de atum ao natural, ovos e deixarem já preparados e congelados alguns hambúrgueres de grão ou feijão.

“Ah, mas já está pronto! Se não comermos vamos desperdiçar comida” – Não creio 😏 Certamente que se disserem que não à parte da carne e a guardarem no frigorífico para outra pessoa, não se irá estragar. Também podem falar antecipadamente e dizerem que, durante este mês, não precisam de contar com vocês na quantidade de carne cozinhada.

Lembrem-se: “Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros. É a única.”

Estão connosco? #setembrosemcarnept

Deixe um comentário